HOME
BLOG
CULINÁRIA
NOTÍCIAS
SHOP
VÍDEOS
NOTÍCIAS: / Brasil / Celebridades / Economia / Esporte / Mundo / Política / Tecnologia

Falta de oxigênio e sangue no cérebro matou estudante americano na Coreia do Norte

Assuntos Relacionados:
| Ohio | Coreia do Norte | estudante americano


/ Mundo / Geral

O estudante norte-americano Otto Warmbier, que esteve preso durante 17 meses na Coreia do Norte, morreu devido a falta de oxigênio e sangue no cérebro, concluiu Lakshmi Sammarco, uma médica legista de Cincinatti, no estado do Ohio, EUA.

Na sua opinião, a morte foi causada por um ferimento feito mais de um ano antes do anúncio do óbito, a 19 de Junho. Não sabemos o que lhe aconteceu e esse é o problema, disse a médica numa conferência de imprensa nesta quinta-feira.


O estudante da Universidade da Virgínia foi detido na Coreia do Norte entre Janeiro de 2016 e 15 de Junho deste ano, ao que tudo indica, por ter roubado um cartaz. Tinha 22 anos e regressou aos Estados Unidos em coma.

Segundo a médica, que divulgou um relatório datado de 11 de Setembro, a falta de oxigénio e de sangue no cérebro provocou a morte do estudante, conclusões a que chegou sem recurso a autópsia, já que, a pedido da família, apenas fez um exame externo.

A posição oficial das autoridades da Coreia do Norte é a de que Warmbier tinha botulismo e que o seu estado de saúde se complicou após a ingestão de um comprimido para dormir. A família do estudante, por seu lado, afirma que ele morreu devido a torturas.


Super Oferta

HashFlare