HOME
BLOG
CULINÁRIA
NOTÍCIAS
SHOP
VÍDEOS
NOTÍCIAS: / Brasil / Celebridades / Economia / Esporte / Mundo / Política / Tecnologia

Presidente do BNDES nega pressão política para liberação de contratos durante CPMI da JBS

Assuntos Relacionados:
| BNDES | crédito | JBS


Os senadores e deputados fizeram várias perguntas para Luciano Coutinho sobre a atuação da BNDES Participações, subsidiária da estatal responsável por liberar crédito para empresas interessadas em expandir seus negócios, por meio da compra de ações no mercado financeiro.



A BNDES Participações investiu mais de R$ 8 bilhões na JBS e segundo Coutinho, até dezembro do ano passado, o lucro já era de R$ 3,5 bilhões. Ele afirmou que a política de incentivar a internacionalização de empresas, como a própria JBS e a Odebrecht, foi positiva.

Veja Também
Lula: não tenho intenção de me matar, vou enfrentar
BNDES devolve R$ 33 bilhões ao Tesouro
Estudos para privatização da Eletrobras serão entregues ao governo
Trump acusa a Rússia de ajudar a Coréia do Norte a evitar sanções
Empresa russa de petróleo Rosneft desenvolverá campos de gás na Venezuela



Luciano Coutinho ainda negou pressão política sobre o BNDES para liberação de contratos de empresas envolvidas em esquemas de corrupção. A Comissão Parlamentar de Inquérito investiga supostas irregularidades em operações financeiras entre JBS e o BNDES.


Super Oferta

HashFlare