HOME
BLOG
CULINÁRIA
NOTÍCIAS
SHOP
VÍDEOS
NOTÍCIAS: / Brasil / Celebridades / Economia / Esporte / Mundo / Política / Tecnologia

Jornalista sueca foi esfaqueada 15 vezes em submarino



Kim Wall, uma jornalista sueca de 30 anos, desapareceu a 10 de Agosto no mar Báltico, durante uma entrevista ao inventor de um submarino.

A 21 de Agosto, o torso de Kim Wall foi encontrado numa praia a sul de Copenhaga, altura em que Peter Madsen, dono da embarcação por ele próprio criada, afirmou em tribunal que a jornalista havia sofrido um acidente mortal dentro da embarcação, tendo depois atirado o cadáver ao mar.

Novos factos da investigação revelaram que Kim Wall foi esfaqueada 15 vezes – no torno e na zona genital – e investigadores dinamarqueses descobriram vídeos de mulheres a serem decapitadas no computador de Peter Madsen – que foi já acusado de homicídio qualificado.


Jakob Buch-Jepsen, o procurador a cargo da investigação, avançou terça-feira que as autoridades encontraram vídeos presumivelmente reais num disco externo do suspeito, onde se podem ver mulheres a serem queimadas, torturadas e decapitadas. Esta descoberta reforça as suspeitas de homicídio, afirmou o procurador, de acordo com o jornal britânico The Guardian. Já os ferimentos recentemente descobertos terão sido causados durante ou pouco depois da morte de Kim Wall.

Madsen, de 46 anos, rejeita as acusações, garantindo que o disco externo não lhe pertence. O tribunal de Copenhaga ordenou que o inventor continue em prisão preventiva pelo menos por mais quatro meses, enquanto decorre a investigação.


Super Oferta

HashFlare