HOME
BLOG
CULINÁRIA
NOTÍCIAS
SHOP
VÍDEOS
NOTÍCIAS: / Brasil / Celebridades / Economia / Esporte / Mundo / Política / Tecnologia

Venezuela declara embaixador brasileiro persona non grata e libera prisioneiros políticos



A Assembléia Nacional Constituinte da Venezuela declarou no sábado personagem non grata ao Encarregado de Negócios do Canadá e ao Embaixador do Brasil por suas críticas ao governo socialista e paralelamente anunciou o lançamento de mais de 80 adversários detidos.



O presidente do órgão pró-governo, Delcy Rodríguez, fez ambos os anúncios, sem uma relação aparente, depois que vários países, incluindo vizinhos latino-americanos, criticaram o governo do presidente Nicolás Maduro de quebrar a democracia e os direitos humanos.

Entre os que questionaram o governo venezuelano, estão o Encarregado de Negócios do Canadá, Craig Kowalik, a quem a Assembléia Nacional Constituinte (ANC) acusou de interferência insistente, rude e vulgar nos assuntos internos do país petrolífero sul-americano, disse Rodriguez.



O governo do Canadá reagiu pouco depois e afirmou que não ficará em silêncio enquanto a Venezuela rouba seu povo de seus direitos democráticos e humanos fundamentais.

O ANC também declarou Ruy Pereira, embaixadora na Venezuela do Brasil, uma pessoa não grata, cujo governo ignorou o constituinte. Rodríguez acusa a administração de Michel Temer de quebrar o fio constitucional.


O Ministério dos Negócios Estrangeiros do Brasil rejeitou a medida. Essa decisão demonstra mais uma vez a natureza autoritária do governo de Nicolás Maduro e sua falta de vontade de se envolver em qualquer tipo de diálogo. O Brasil aplicará as correspondentes medidas de reciprocidade, disse ele em um comunicado.

Liberação de oponentes

O governo de Maduro e a oposição se sentaram para dialogar e, até agora, não chegaram a acordos para mitigar a profunda crise política e econômica que está abalando a nação.


Entre as demandas da oposição na mesa de negociações que se reuniu na República Dominicana foi a libertação de políticos presos e outros ativistas detidos por participar de protestos anti-governo em 2014 e 2017.

Veja Também
Economistas enviam uma carta pública a Nicolás Maduro
Assembléia Nacional da Venezuela declara a criptomoeda PETRO, nula do governo
Venezuela encerrou 2017 com uma inflação de 2.616% e o PIB caiu 15%
AGU recorre ao TRF2 para garantir posse de Cristiane Brasil como ministra
Acordo de CNH única entre Brasil e Itália começa a valer neste sábado, dia 13


Surpreendentemente, Rodriguez anunciou no sábado que cerca de 80 deles seriam liberados, que serão substituídos por medidas alternativas que incluirão trabalho comunitário e compensação pela vítima.

Durante a noite do sábado 23 de dezembro, a Voz da América relatou o início da libertação de pelo menos 32 pessoas, como o ex-prefeito de um município na parte ocidental do país, Alfredo Ramos.


Super Oferta

HashFlare