HOME
BLOG
CULINÁRIA
NOTÍCIAS
SHOP
VÍDEOS
NOTÍCIAS: / Brasil / Celebridades / Economia / Esporte / Mundo / Política / Tecnologia

Paraná é o 2º estado que mais forma alunos em universidades estaduais



Em 2016, cerca de 12 mil estudantes concluíram a graduação nas sete instituições de ensino superior (IES) pertencentes ao Governo do Paraná.

Isto coloca o Estado como o segundo do Brasil que mais forma alunos em universidades estaduais, atrás apenas de São Paulo (26 mil), que tem 71 escolas superiores administradas pelo governo estadual. Os dados são do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e da Secretária de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.

Do total de concluintes em instituições de ensino superior estaduais do Paraná, em torno de 7 mil fizeram cursos de bacharelado, quase 4 mil de licenciatura e menos de 100 optaram por tecnólogos.


Para o secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, João Carlos Gomes, a procura pela graduação se deve à qualidade do ensino. Todas as nossas universidades são bem avaliadas em rankings nacionais e internacionais, o que atrai não só alunos paranaenses, mas também de outros locais do Brasil. Cerca de 25% dos alunos são de fora, destaca.

Gomes também ressaltou que a qualidade e os reconhecimentos são decorrentes dos investimentos em educação feitos pelo Governo do Estado. Destinamos 35% das correntes líquidas para a área, sendo que 6% vão para o ensino superior. Isso faz com que o Paraná seja o segundo do Brasil que mais destina recursos para formar estudantes e fortalecer o ensino, complementa.

Veja Também
Feira Camponesa vende produtos sem agrotóxicos
Ambev busca novos talentos de marketing para compor time de estagiários


Um dos últimos reconhecimentos ocorreu em novembro. A Quacquarelli Symonds, uma editora do Reino Unido responsável por classificações anuais de instituições de ensino superior, apontou que as universidades estaduais de Londrina, Maringá, Ponta Grossa e do Oeste do Paraná estão entre as 200 melhores do Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul).

O levantamento levou em consideração indicadores como número de docentes com PhD, reputação, artigos publicados por pesquisadores e programas de pós-graduação.


Super Oferta

HashFlare